Robot Extreme Competition

R.E.C - Muito mais que combate, um desafio!

       

NOVA PÁGINA DISPONÍVEL! 

A modalidade de combate entre robôs é uma das preferidas pelo público, que delira a cada impacto entre os mesmos!

O primeiro evento envolvendo disputa entre robos foi a Design 2.007, que ocorre anualmente desde 1970 no Massachusetts Institute of Technology (MIT). O sucesso desta competição inspirou a criação da primeira competiçãode robots, organizada pela fundação For Inspiration and Rcognition of Science and Technology (FIRST), no ano de 1992.

 Desde então é uma actividade que a cada ano dá a oportunidade aos participantes de por em prática os conhecimentos adquiridos nas escolas, faculdades, cursos e até mesmo a criatividade.

É uma actividade que tem um grade peso na evolução da tecnologia, já que na construção de um robô de combate estão envolvidas tecnologias que podem ser aplicadas nas diversas área, tais como:  indústria de energia e petróleo, medicina, robôs de busca e salvamento, sistemas para deficientes físicos e robôs anti-bombas.

Existem cerca de 15 categorias de peso na modalidade, desde  35g até 176,9Kg. As que mais se destacam em Portugal são:

Hobbyweight - 12lb (5,44kg)

Featherweight - 30lb (13,6kg)

Pelo facto de serem mais viáveis e os materiais para as mesmas mais fáceis de serem adquiridos.

 O combate entre robôs tem como finalidade além de por em prática os conhecimentos, também por a prova a tecnologia, materiais, e métodos utilizados por cada equipa. Levando a que cada ano os robôs sejam mais elaborados e as falhas do ano anterior reparadas.

 O combate tem uma duração de 3 minutos, durante este tempo, o trabalho de um ano enfrentará o seu maior obstáculo, mas nem sempre o robô mais resistente será o vencedor, será o que foi mais bem planeado e que contenha uma relação Ataque/Defesa mais a estratégia utilizada pelo seu piloto.

 O objetivo é imobilizar o adversário de qualquer forma -permitida pelas regras- possível, desde faze-lo ficar preso na arena ou até mesmo danificando-o de tal forma que não possa continuar a combater.


 O objetivo principal não é destruir o adversário e sim imobilizar o mesmo, dentro das regras permitidas.